Empresa inaugura Centro de Tecnologia de Aplicação para testar produtos de proteção de cultivos

Publicado em: 26 de abril de 2017

Retirado do IT Fórum 365.

Instalação está localizada na sede da divisão de Proteção de Cultivos em Limburgerhof, na Alemanha

A Basf anunciou, na última semana de setembro, a  inauguração de um Centro de Tecnologia de Aplicação, na sede da divisão de Proteção de Cultivos em Limburgerhof, na Alemanha. A instalação está equipada com um pulverizador comercial de grande escala, capaz de conduzir testes controlados de novos produtos de proteção de cultivos sob condições agrícolas reais.

O novo equipamento consolida os esforços da Basf de desenvolver formulações, segundo a empresa, consistentes e promover uma aplicação mais fácil, segura e eficiente de seus produtos. A Divisão de Proteção de Cultivos da companhia somou mais de € 5.8 bilhões com vendas em 2015.

Até agora, os testes das formulações têm sido realizados em uma escala menor. Devido ao fato de a pulverização para proteção de cultivos estar cada vez mais complexa, produtos para proteção das plantas e seus testes ganharam importância. Vários produtos são misturados no tanque do pulverizador e os produtores muitas vezes enfrentam pressões de tempo e desafios logísticos enquanto realizam a pulverização. Tudo isso requer um processo de enchimento rápido e melhor manuseio do produto. Portanto, os produtos de proteção de cultivos devem atender critérios mais rigorosos para uma utilização ideal e melhor desempenho.

De acordo com Lars Wittkowski, vice-presidente global de Desenvolvimento de Formulações & Analítica da divisão de proteção de cultivos da Basf, o novo Centro de Tecnologia de Aplicação é mais um passo para aprimorar as formulações da companhia.

Wittkowski destacou também que, por meio da avaliação do processo de aplicação com um pulverizador comercial de grande escala, é possível otimizar as propriedades de aplicação de produtos para uma maior consistência. “Os produtores serão capazes de alcançar melhores resultados na pulverização. Isso é importante para nós, pois queremos que os agricultores possam produzir alimentos de melhor qualidade, de maneira mais eficiente e segura”, explica o executivo.