Vamos entender as conexões de banda larga? ADSL, cabo, fibra ótica, rádio!

Publicado em: 24 de fevereiro de 2016

Listamos as principais conexões de banda larga e a diferença entre elas:

ADSL, do inglês Asymmetric Digital Subscriber Line significa “Linha Digital Assimétrica para Assinante”. “Assimétrica” define a maneira em que o fluxo de informações circula na conexão: mais em um sentido do que outro, ou seja, o download tem velocidade maior do que o upload.
A navegação acontece independente da linha telefônica e as duas podem ser usadas ao mesmo tempo. Oferece velocidades variadas com preços proporcionais, tem bom desempenho em serviços que exijam troca rápida de informações, mas sofre redução em horários de pico. Para a instalação, é necessária a existência prévia de cabeamento telefônico e tem velocidade limitada de upload.

A internet a cabo é parecida no modo de funcionar com a ADSL, mas não há diferença entre as velocidades de download e upload e não precisa de estrutura telefônica. As duas são as principais conexões dos usuários domésticos, mas a fibra ótica vem para desbancar isso.

A Fibra ótica permite transmissão de dados com pouca perda de sinal e rapidez, mas por ter o custo elevado ainda não é tanto usada.

A conexão via rádio funciona sem fios pela repetição de sinais com antenas. Para que seja possível, o local onde a antena de recepção será instalada precisa “enxergar” (sem barreiras, como prédios) a torre de transmissão. Isso explica porque a instalação é feita no topo dos edifícios. Não precisa de cabos, nem modem, nem provedor e, com as configurações adequadas pode chegar a velocidades altíssimas de download.